Seixal
A Cidade do SeixalCom seu ar acolhedor Recebe rico e pobre Sempre com grande fervor Seixal a tua baía Ilumina o rio TejoPara mim é triste o dia Que tua água não vejo Tuas quintas têm fama De serem todas tão belas Uma enorme riqueza Se encontra em todas elas. O rio judeu por ti passa O Tejo vai encontrar E dando ar de sua graça Gaivotas a esvoaçar. Nos estaleiros do Seixal Muitos barcos construíram Importantes pra Portugal E daqui alguns partiram. As tuas ruas estreitas De estendais às janelas Onde os barcos espreitas Quando lançam suas velas. Com o teu velho moinho E teu fino areal Gaivotas em remoinho Mostram beleza real. Maria Helena Brito